Outro dia uma pessoa deu só uma estrelinha para o meu livrinho na Amazon e me chamou de nojenta e escatológica. Achei ótimo e encarei como um elogio pois na minha humilde opinião o mundo precisa de mais mulheres nojentas e escatológicas.

Por isso eu gosto tanto de Broad City. Como não amar uma série em que a pessoa guarda a maconha na buceta e liga pra amiga no skype largada bêbada no chão do banheiro com uma pizza no meio das pernas?



quem nunca?



Sei que não é um humor pra todo mundo, e nada na vida precisa ser pra todo mundo o que seria do azul se todos gostassem do rosa etc, mas acho muito importante a representação de mulheres escatológicas. A vida da mulher  não é feita só de cosmopolitan e sapatos caros, há quem prefira ligar pra amiga pra contar sobre o peido molhado que acabou de dar.





Mas ó, pra Broad City vale o mesmo conselho de Orange Is The New Black: veja aos poucos, pois são apenas 10 episódios e depois você vai morrer de saudade dessas duas lindas.



, ,