Aí a Revista Atrevida, uma publicação adolescente, resolveu fazer uma matéria sobre as maquiagens que os meninos não gostam que as meninas usem.

Eis o resultado:

Screen Shot 2015-04-18 at 4.51.01 PM

Rsssss

Lindo, né? Me emocionei de verdade.

Me emocionei mais ainda porque sei que, se minha filha tivesse visto isso, provavelmente teria dado uma resposta do tipo.

Me emocionei porque quando eu era adolescente jamais ocorreria uma reação em massa desse tipo.

As coisas estão mudando, sim. Não dá mais tratar adolescentes como idiotas; se você quer saber, eu acho que algumas delas estão anos-luz à nossa frente em matéria de senso de liberdade, como podemos perceber pelos comentários do facebook.

Mas é claro que muitas outras, assim como muitas mulheres adultas, reproduzem esse aspecto da cultura machista que é viver para agradar homem. Quando não esteticamente, falam, acreditam e apoiam coisas que sabem que vão agradar a eles. Eu era assim. Eu morria de medo de ser excluída, de não ser aceita, de ser a chata do rolê. Fui mudando graças a minas maravilhosas que cruzaram diversos dos meus caminhos e não sou mais. É um processo longo, mas que está começando cada vez mais cedo. Descobri isso quando vi que o público deste lindo site é composto basicamente de mulheres muito jovens. Quisera que ter desconstruído meu machismo internalizado quando era jovem, me teria poupado de tanta merda nesta vida. Mas não deu, então fica aqui meu aprendizado para as jovens que nos lêem.

Atrevida, querida: atreva-se a fazer matérias empoderadoras para as adolescentes, de aceitação, de reflexão, e não repetir essa porcaria que já foi feita mais de mil vezes na história do jornalismo, né? Evoluam, por favor, pois assim vocês ajudam as meninas a evoluir mais. Vamos sair dessa estagnação de viver pra agradar homem? Vamos sim.

E sempre lembrando, né mores, que mulher não tem que nada.

Curtiu o post? Então ajude este lindo site a sobreviver e colabore com nosso Patreon!

, , ,