Já faz um tempo, recebi um e-mail assim:

Polly não sei se acontece com você, mas comigo sempre rola uma sensação de culpa de relacionamentos não darem certo por eu ser gorda. Eu sei que existem muitos outros fatores, mas no final sempre acabo pensando nisso. É uma piração minha ou geral isso?

É piração mas não é.

É piração porque obviamente não é só gorda que lida com relacionamentos fracassados. Ser magra não é sinônimo de sorte no amor, ser gorda não é sinônimo de azar. Quanto antes você entender isso, melhor.

Mas não é piração porque é natural que você (a gente) se sinta assim. Quando o mundo passa o tempo todo dizendo que você só será feliz por completo quando for magra é fácil culpar a gordura na hora que algo dá errado. Rejeição é foda e ninguém curte, mas é importante compreender que todo mundo passa por isso, gorda ou magra.

É normal após o fim de um relacionamento entrar na bad e começar a imaginar o que há de errado com você. E, infelizmente, em uma sociedade tão gordofóbica como a nossa é normal achar que a culpa do seu peso. Se você fosse só dez quilos mais magra, isso não teria acontecido. Daí você emagrece, arruma outro relacionamento e não dá certo de novo. “Ainda estou gorda, só mais cinco quilinhos”. Qual o fim disso? Até desaparecer? Não existe um peso mágico em que todo mundo vai te amar para sempre, amiga.

Uma coisa que me pone loca é quando alguma famosa lindíssima é traída publicamente e alguém diz “nossa, se fulana não consegue segurar homem, que chance tenho eu?”. Como se ser magra, linda, rica e famosa fosse garantia de sorte no amor. Não é. Relacionamentos não dão certo porque às vezes (a maioria das vezes, né? sejamos sinceras) não dão certo mesmo. E tudo bem.

Mas pra dar um calorzinho no coração e esperança no amor, alguns casais que amo:

melissa

Melissa McCarthy e Ben Falcone, casados há 10 anos <3

 

Beth Ditto e Kristin Ogata, casaram oficialmente no começo do ano quando Oregon legalizou casamento gay <3

 

tess

Tess e Nick Holliday, devem casar em breve <3

Ai, Polly, mas elas são lindas e famosas, daí não conta. Conta sim. Sei que não somos todas lindas como a Tess, talentosas como a Beth ou engraçadas como a Melissa, então se você quiser exemplos de pessoas comuns, recomendo dar uma olhada no Museum of Fat Love.

E quem quiser colaborar, mande suas fotos pro nosso instagram @mulherdelugar com a tag #gordastambémamam para fazermos uma galeria nossa <3

,